quinta-feira, 12 de março de 2015

Entre Bloggers: Claudia Claki e Carrega by AC

Olá meus amores,
....As novidades são boas, muito boas até! Foi com enorme prazer que aceitei a parceria com o Blog Carrega By AC assim vocês poderão conhecer um bocado sobre a Acelga e irem visitar o Blog dela que não se vão arrepender.
Eu pessoalmente gosto muito dela e tenho acompanhado o crescimento dela. E para não me estender mais, conheçam a Querida Acelga:




E como as Fotos não dizem "Tudo", eu fiz algumas perguntas a Acelga e ela com muita sinceridade respondeu-me e confesso que em cada resposta que ela me deu eu queria fazer-lhe outras perguntas, mas como se isso acontecesse vocês iam achar que somos malucas e não teriam vontade de ler o "Entre Bloggers" eu contive as minhas perguntas, e ai vai a nossa conversa:

Obrigada pela parceria no meu Blog. O que tem como objectivo a divulgação do trabalho de ambas as partes. Será algo muito interessante pois são dois blogs diferentes!

CC: O que te motivou a criar um blog de Moda?
R: Das tantas coisas que me motivaram a criar um blog nenhuma foi mais importante do que por na blogosfera um blog de moda angolano. Porque dos tantos blogs de moda que eu encontrava no Google nenhum era de Angolanos. E devo salientar que a influência das blogueiras brasileiras foi fundamental, digo isso por que acho que nada seria possível se eu não fosse estudar Direito no Brasil e sentisse a necessidade  de me actualizar no quesito moda e essa necessidade não tivesse me levado ao Google e me feito conhecer o maravilhoso mundo dos blogs de moda.
  
CC: Tens um porquê do nome do Blogue?
R: Carrega by Ac. Carrega termo usado por mim para significar tudo, se você for sair, você pode dizer que vai carregar; e por aí um termo multi-uso. By termo inglês que em português significa por ou com. Ac é a abreviação de Acelga Esteves. Por isso, Carrega by Ac significa de uma maneira mais fashion, Moda com Acelga ou Moda de Acelga por aí.
  
CC: Viste alguns obstáculos na criação do Blog? Cita alguns.
R: Vi vários desde aonde criar até como usar. Mas o que mais gostei foi facto de querer ter um blog de moda e achar que tinha bases suficientes para tal, quando na verdade não tinha. E como eu iria passar conteúdo para alguém sem o dominar? Foi aí que a minha aventura no mundo fashion começou estudei muito, li muito, aprendi muito, superei várias barreiras, cresci fashionmente falando e ca estou até hoje.
 Com relação ao site do blog, cheguei a criar no blogspot mas não conseguia fazer uso dele. Então criei o blog no wordpress e cá estou eu ate hoje. Eu não entendia muito de informática nem de fotografia, hoje já estou melhor “informada” nesse sentido. Mas é como eu digo sempre a vontade de auto superação é uma coisa incrível.
  
CC: O que é para ti a Moda?! Estar na Moda ou seguir a Moda?
R: A moda para mim é uma arte. Não gosto desses dois termos e uma das coisas de aprendi durante a minha trajetória fashion é que quando alguém te diz que algo está na moda é porque já não está. Porque as tendências passam muito rápido e quando elas virão febre popular já outra está a dominar. Quem mexe com moda a 100% sabe do que falo. Em suma eu vejo esses dois termos como a maneira popular de dizer que estão actualizados no quesito moda mas infelizmente as coisas não são bem assim.

CC: Conta-me um bocado sobre ti? Quando surgiu o interesse pela moda?
R: Esse meu casamento fashion já dura quase desde o meu nascimento. Eu brinco sempre dizendo já estava destinado.

CC: Na tua Vida, numa Escala de 1 a 5 aonde está a Moda como prioridade? Descreve.
R: A moda hoje é indiscutivelmente uma das grandes prioridades da minha vida. Eu daria 5.

CC: Para além da Moda, quais são as suas outras paixões?
R: Literatura adoro escrever, escrevo desde os meus 12 anos mais ou menos. Direito, meu curso de formação académica sou fã e já não sei viver sem ele na minha vida.

CC: Como caracteriza a Moda Angolana?
R: Atrasada mas em progresso.

CC: O que acha dos Eventos de Moda realizados em Angola?
R: Péssimos e previsíveis. A pessoa já sabe razoavelmente o que irá acontecer mas ainda arrisca. Mas cabe salientar que nem todos são assim alguns são mais ou menos. O que me deixa pensativa é saber se esses eventos não têm sido patrocinados porque deixam muito a desejar e os preços cobrados nos convites não vão muito de acordado ao que nos é dado.

CC: Já teve a oportunidade de ir/participar de algum evento de moda fora de Angola? O que acha?
R: Não. Mas acho os eventos deles bem melhores dos que são realizados em Angola.

CC: Tem alguma fonte de inspiração no Ramo da Moda?! Pessoa (s)?
R: Sim. Mas não pretendo dizer quem são.

CC: Quer atingir que patamar no mundo da Moda?!
R: Ninguém arrisca entrar na chuva para não se molhar… Eu desejo apenas superar – me a cada dia e que essa superação seja visível e tenha como base muito trabalho para que futuramente se colham frutos positivos de um passado bem feito.

CC: Se tivesse que escolher dois nomes na Moda Angolana, quais seriam?! Porquê?!
R: Sinceramente prefiro não citar nomes. Não quero porque o mercado da moda angolana precisa de mais mão-de-obra qualificada e não o tem, não porque não existe mas porque preferem ignorar as pessoas competentes.

CC: Que revistas sobre Moda você lê?
R: Todas (Risos).

CC: Que livros sobre Moda Coleciona? Diga 2?
R: Não gosto muito de ler …

CC: Com o seu blog, pretende ir até aonde!? Fazer disso o seu ganha-pão?!
R: Eu digo sempre que o Carrega é o meu bebe (meu filho) e eu como boa mãe que sou sempre desejo que o meu bebe tenha um futuro promissor.
  
CC: Quais são os seus Hobbies?
R: (Risos) Ver TV, Sair com a família, o namorado ou os amigos. Trabalhar no blog.

CC: Criadores Nacionais, quais são os que mais gosta?! E internacionais?
R: Nenhum. Internacionais: Moçambicano Taibobacar estou em love com trabalho dele mil likes.
  
CC: Se lhe pedissem para criar/Organizar um Mega-Evento de Moda, por onde começaria?
R: Pelo público-alvo sempre. Acho que depois de escolhido o público-alvo tudo fica mais fácil.  É preciso saber para quem esta ser feito o evento. No caso de um evento de moda da – se prioridade as pessoas ligadas ao ramo directa ou indirectamente estilistas, criadores, donos de marcas, blogueiros, modelos, fashionistas, it girls, amantes de moda, jornalistas, etc.

CC: Conseguiria conciliar o trabalho profissional relacionado a Moda com a Familia?!
R: Conseguiria não … Consigo ( Risos).

CC: Como lida com o seu tempo? Faz as coisas a tempo, ou deixa tudo para a ultima da hora?
R: Não sei lidar com tempo, adoro trabalhar sob pressão e isso me consome. Não deixo tudo para ultima da hora mas também não abro mão do meu descanso por trabalho. Há dias e a dias. Sempre arranjo uma maneira de equilibrar tudo mas nem sempre tudo sai como planejamos.

CC: A Moda lhe corre nas Veias?
R: Sim, sim, sim totalmente (risos).

CC: Descreva Mulheres bem vestidas para si?
R: Sinceramente não tenho uma definição para dar. E acredito que o bem vestidas e o bem apresentadas andam juntos mas vê – se muito mais hoje pessoas bem apresentadas do que bem vestidas.

CC: Dizem que todas as Mulheres são viciadas em Sapatos?! É ? Quantos pares tem?
R: Sou (Risos). Já fui mais … Quando fui morar  para o Brasil sempre que viesse de férias para Luanda, eu trazia  uma mala variada e outra só de sapatos e fui fazendo uma colecção mas como em Luanda os meus pais moram em uma zona ‘boa’ pela localização mas horrível quando chove, em uma das temporadas chuvosas a casa inundou e eu perdi a minha coleção de sapatos, não foi o fim do mundo mas foi triste. Graças a Deus os bens materiais não são mais importantes do que o bem vida. Por isso, comecei a minha coleção do Zero e hoje acho que só tenho uns 50 pares de sapatos no máximo.

CC: Gosta de Make up? Prefere que lhe façam a Maquiagem ou de fazer sozinha?
R: Não gosto mas uso. Prefiro que seja eu a me maquiar até porquê não gosto de exageros. Detesto blush e sempre fui apologista de make up nude.

CC: Quando viaja o que não pode faltar na sua Mala?!
R: Uma calça jeans de preferência com bolsos, a minha escova de dentes, pente, meu creme da VS, creme para o cabelo, um sapato prático e versátil, um salto caso haja uma saída especial, uma blusa ou camisa multiuso, meu cellphone e o seu carregador e um casaco ou um cardigã caso haja variação de clima.

Fugindo do tema de Moda...

CC: Outras prioridades na sua Vida?!
R: Deus sempre, a minha saúde, física e mental, pois a minha vida depende da manutenção da mesma e a minha família que é a minha base. Sem esses três nada é possível.

CC: Fale um bocado dos seus Defeitos e das suas Qualidades?
R: Meus defeitos e qualidades interligam – se pois tenho qualidades que são vistas como defeitos e defeitos vistos como qualidade (risos). Mas para ser sincera sou muito realista, sincera, quase sem papas na língua e as pessoas adoram pessoas falsas, então olham para mim como obstáculo. Não gosto de bajular e detesto que me bajulem. Sou muito seria e gosto de cumprir com a minha palavra. A maioria das vezes evito fazer amizades novas. Vivo a base de limites, sou tua amiga sim mas sou humana e o que você não gostaria que eu te fizesse não podes nem a brincar fazer a mim e achar que a amizade servira de desculpa. Sou muito orgulhosa, sei que a vida é curta e que ninguém ficara aqui para sempre mas acredito que a pessoa que me magoou também sabe disso por isso, tem consciência do que fez. O perdão para mim não significa esquecimento e sim precaução se fez uma vez fara de novo.
  
CC: O que mudaria em si?
R: Nada. Se cheguei até aqui assim então consigo ir mais longe até porque já lá vão 25 anos desde que tudo começou.
  
CC: Certamente pretende constituir a sua família. Quantos filhos? (Risos)
R: Sim. E ter no máximo 2 filhos de preferência 1 casal. Assim um faz companhia ao pai na hora de ver jogo e a outra acompanha a mãe ao salão (risos).
  
CC: Como se vê daqui a 10 anos?!
R: Se ainda estiver viva terei 35 anos (RISOS) 35 … Espero ser pelo menos um exemplo a seguir positivamente. Ainda que perca as medidas corporais que eu não perca a elegância, o respeito, os valores morais, o básico e o mais importante para existência e auto valorização o amor-próprio, que o dinheiro não me suba a cabeça e que seja Deus a me guiar como ele sempre o fez. E que todos membros da minha família estejam vivos e com saúde. E que o trabalho tal como é hoje seja a base do meu sustento e não coisas ilícitas e negativas para a sociedade.

CC: O que gostaria que lhe acontecesse já?!
R: Voltar a morar sozinha. Sinto falta de ser dona de casa e me sentir bem por isso.

CC: Quando está a escrever no seu blog, o que espera dos leitores?!
R: Que leiam o que eu escrevo e que o conteúdo tenha utilidade prática em suas vidas.

CC: Como faz para cativar os seus leitores?
R: Não faço nada. Sou eu mesma sempre com todas as minhas qualidades e todos meus defeitos. Sou de opinião que sou uma pessoa como qualquer outra só que com um blogue de moda e transpareço isso em cada post que eu faço.
  
CC: Deixe aqui uma mensagem/convite para os leitores visitarem o seu blog.
R: O carrega é nosso. Passem pelo site do blog, visitem a nossa página no Facebook e o nosso Instagram e deixem a vossa opinião.

CC: O que achas de mim?! Claudia ClaKi.... (Podes ser o máximo sincera possível, LOL)
R: Vou ser bem sincera (risos) eu gosto da maneira como vê o mundo e gosto mais ainda do facto de tentar fazer a sua parte para mudança do mesmo e não apenas passar o tempo a reclamar. Lembro como se fosse hoje do meu primeiro contacto consigo eu sempre muito reservada pois nunca se sabe quem é quem. Lembro também do seu bazar o qual mesmo distante fiz questão de ajudar marcando pessoas para que fossem ao mesmo. Lembro que ficamos um tempo sem nos falarmos pois o nosso relacionamento sempre foi maioritariamente online, mas quando me pediram para listar blogueiras angolanas citei o seu nome e fui a sua casa levar a oferta e assim a conheci pessoalmente, valeu a pena era exatamente como eu pensava a conversa durou tanto até nós nos lembrarmos que tínhamos coisas para fazer mas o respeito continuou o mesmo. E simplesmente sou grata pelos conselhos que me dá directa ou indirectamente e pelo facto de ter aceitado fazer essa parceria comigo. Muito obrigado mesmo.


Espero que vos tenha agradado a conversa com a Acelga, porque eu Adorei...e não se esqueçam de passarem pela pagina dela ir ler a minha entrevista com ela, ou como ela diria: "Papo Carregado"
www.carregabyac.wordpress.com 

Beijos,
Claudia ClaKi





1 comentário:

  1. Uma entrevista fantástica! É bom saber que os blogs angolanos estão a crescer :D
    Um beijo,
    www.mirihamsblog.blogspot.com

    ResponderEliminar